• Dr. Eric Carvalho

Diário de cefaleia: o que é e como preencher?

O diário de cefaleia é um registro dos episódios de dor de cabeça, anotando a intensidade da dor, suas características e o uso ou não de medicamentos. No caso das mulheres, é importante assinalar o período da menstruação.


Mais do que registrar a frequência das crises, conhecer como os episódios de enxaqueca se distribuem durante o mês ajuda a identificar diversos pontos como fatores desencadeantes (o que faz as crises se iniciarem), uso excessivo de analgésicos, acompanhamento da intensidade ou mesmo relação ou não com o ciclo menstrual.

Um bom diário de enxaqueca permite definir e planejar o tratamento.

Vamos entender como preencher corretamente um diário de cefaleia. Você pode baixar o seu gratuitamente abaixo:

Diário de Cefaleia - Dr Eric Carvalho
.pd
Download PD • 955KB

Observe que cada quadro desse equivale a um mês.


Nas colunas, distribuem-se os dias do mês; nas linhas, inicialmente temos os turnos (manhã, tarde e noite) e abaixo uma subdivisão com período menstrual, as características da dor e uso de medicamentos.


É importante que se identifique a intensidade da dor. Uma maneira prática é determinar notas: 1 para dor leve, 2 para dor moderada e 3 para dor forte.


Vamos supor que você tenha apresentado um episódio no dia 03 de junho que começou às 14:00h e durou até a hora de dormir, foi de forte intensidade e precisou usar um analgésico para aliviar a dor. O quadro seria preenchido da seguinte maneira:


É importante ressaltar que quando o item "medicamento" se refere a algum fármaco para dor como, por exemplo, analgésicos comuns (dipirona, paracetamol, etc), anti-inflamatórios (ibuprofeno, naproxeno, etc) ou triptanos (sumatriptano, naratriptano, etc).

Não assinalar se usou medicação preventiva (por exemplo, anticonvulsivantes, antidepressivos, betabloqueadores) ou remédios sem relação com a enxaqueca. A importância desse item é identificarmos em quantos dias por mês foram utilizados esses medicamentos.


Vamos agora ver esse nosso caso hipotético após um mês inteiro de registro. Convém ressaltar que, caso não apresente dor, basta deixar em branco o espaço, assim fica mais fácil a visualização.



No exemplo acima, as crises se distribuíram durante o mês, mas foram mais intensas e frequentes próximo e durante o ciclo menstrual.

Muito aplicativos para celular também fazem essa função. Você pode baixar e utilizar no smartphone se preferir.


Agora que você já aprendeu como preencher o diário de cefaleia, comece a fazer o seu e não deixe de levar para as consultas com seu neurologista.

76 visualizações0 comentário